Como dimensionar um fusível para proteção e comando?

No dimensionamento do fusível, alguns aspectos devem ser considerados para que não seja sub ou super dimensionados.

São eles:

  • Tempo de fusão virtual: os fusíveis devem suportar sem fundir o pico da corrente de partida (Ip) ou (Is – em inglês) durante o tempo de partida (Tp). Com esses valores observamos as curvas dos fusíveis para encontrar a melhor solução.
  • Ifusível ≥ 20% > Inominal: sempre dimensionar o fusível para uma corrente no minimo 20% maior que a corrente do circuito que ele protege, assim evitando que ele possa fundir com qualquer alteração no circuito (seja um envelhecimento prematuro, etc), assim evitando sua vida útil. Trabalhar no limite nunca é bom.
  • Quanto ao critério dos contatores e relés – Ifusível ≤ Ifmax: os fusíveis de um circuito de alimentação devem, também, proteger os contatores e relés de sobrecarga. Para isso observe as tabelas de contatores de relé de sobrecarga.

Exemplo de dimensionamento:

  • Dimensionar os fusíveis para proteger um motor de 10cv, 220V/60 Hz, supondo que seu tempo de partida seja de dois segundos.

Dados: Ip/In=9 | In=25A || Ip= 25*9 = 225A

Tabela:

Tolerância: 5% da corrente
Tabela: Curvas tempo-corrente médias para fusíveis D partindo de um estado não preaquecido por carga

A. Observando a tabela podemos ver que o valor do fusível nesse caso é de 50A.
B. Com a observação do segundo item onde lf ≥ 20% > Inominal, temos:

25*1,2 = 30A, sendo assim, o fusível de 50A atende bem esse critério.

Esses cálculos foram baseados no fusível NH.

————————————————————————————————————

Continua com dúvida? Escreva para gente, utilize o fórum ou comente abaixo, ficaremos felizes em te ajudar.

Curta, compartilhe e comente, assim você ajuda muito.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.