O que é PFC ? Qual a diferença entre ativo e passivo ?

A sigla PFC significa Power Factor Correction, que em português é Correção do Fator de Força, mas em uma forma mais técnica troca-se o força por potência, isso porque esse sistema eletrônico reduz a potência reativa do circuito, fazendo com que o seu dispositivo utilize da forma mais limpa possível a energia que está transformando. Normalmente encontrado em fontes, no-breaks, entre outros.

Caso você queira entender o que é Potência Reativa, Ativa ou Aparente, clique aqui, temos um artigo falando sobre isso.

Existem 2 tipos de sistema PFC, o ativo e o passivo, que falaremos abaixo.

Diferença entre geração real de energia elétrica e perda de energia em calor

Uma fonte sem PFC perde em calor uma média de 45% ± 5% de sua energia total, ou seja, uma fonte de 100W perde sua eficiência em torno de 40W a 50W, essa energia que não será realmente utilizada, simplesmente desperdiçada, tendo sua eficiência calculada em torno de 60% a 70%.

Uma fonte com PFC passivo perde em calor uma média de 25% ± 5%, ou seja, uma fonte de 100W perde sua eficiência em torno de 20W a 30W, essa energia não será realmente utilizada, simplesmente desperdiçada, tendo sua eficiência calculada em torno de 70% a 80%.

Uma fonte com PFC ativo perde em calor uma média de 3% ± 2%, ou seja, uma fonte de 100W perde sua eficiência em torno de 1W a 5W, essa energia não será realmente utilizada, mas nesse caso acaba se tornando insignificante, pois a eficiência gira em torno de 95% a 99%.

Tecnicamente, a diferença entre passivo e ativo

Ativo: mais complexo, contém controladores e vários componentes adicionais que podem ou não estar na placa da fonte, uma fonte mais leve por ter componentes controladores e não analógicos. Ex. de componente: ML4800 ou CM6800. Encarece o valor final do produto significativamente.

PFC Ativo no circuito da fonte, montado na placa principal da fonte. Fonte: SilverStonetek
PFC Ativo conectado a fonte mas com placas separadas. Fonte: SilverStoneTek

Passivo: mais simples, apenas alguns indutores ou capacitores. Fonte mais pesada por possuir mais componentes grosseiros. Desprezível diferença no valor do produto.

Placa PFC Passivo, esta irá conectada a uma fonte simples.

Outras informações:

  • Ter um fator de potência próximo a 1 ou 100%, faz com que não haja desperdício de energia elétrica, barateando o custo com ela.
  • Circuitos com PFC Ativo possuem uma proteção devido aos seus componentes, ou seja, conseguem proteger contra sub e sobretensões, picos, quedas bruscas, entre outras anomalias na rede, também possuem a função bivolt automático, enquanto o passivo e a que não possui PFC necessita de seletor de voltagem.

Gostou? Curta, Compartilhe e Comente. Dúvidas? Comente abaixo ou entre em contato.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.